Chief Technology Officer

Uma história de agilidade e inovação: resultados do relatório sobre o impacto das comunicações por vídeo durante a pandemia da COVID-19

Uma história de agilidade e inovação: resultados do relatório sobre o impacto das comunicações por vídeo durante a pandemia da COVID-19

Como uma crise de saúde global e a consequente recessão econômica, a pandemia da COVID-19 nos forçou a encontrar novas maneiras de operar para manter a segurança do público. Muitos se voltaram para a tecnologia de colaboração para manter a continuidade das suas atividades, e as comunicações por vídeo tornaram-se ainda mais importantes para a sociedade, permitindo que continuássemos trabalhando e estudando por um ambiente digital. Qualquer pequeno passo em direção à transformação digital de repente se tornou um enorme salto, com as pessoas tendo que reinventar todo o seu cotidiano praticamente da noite para o dia.

Para avaliar o impacto econômico do trabalho remoto e das soluções de comunicação por vídeo durante a pandemia, a Zoom contratou o Boston Consulting Group (BCG) para realizar uma pesquisa e uma análise econômica, com foco em quais setores conseguiram impulsionar seus processos de negócios usando videoconferência, possibilitando a continuidade dos negócios e até mesmo crescendo durante um período de grande turbulência econômica. O relatório resultante, preparado pela Zoom com base nos dados da pesquisa e nas descobertas feitas pelo BCG, abrange os principais setores do mercado em seis países do mundo, focando cinco estados dos EUA.  

Veja a seguir algumas das principais conclusões do relatório:

  • Aumento de 2,5 a 3 vezes no número de colaboradores que trabalham remotamente nas empresas participantes da pesquisa, acompanhado por um aumento de 2,4 a 2,7 vezes no número de colaboradores que usam soluções de videoconferência
  • O tempo total gasto em soluções de videoconferência aumentou de 3 a 5 vezes nas empresas participantes
  • A pesquisa de opinião com os colaboradores sobre a COVID-19 do BCG de 2020 mostrou que 70% dos gerentes entrevistados estão mais abertos a modelos de trabalho remoto flexível agora do que antes da pandemia
  • Os modelos de trabalho híbrido vieram para ficar, e as empresas participantes esperam que mais de um terço dos colaboradores continue trabalhando remotamente após a pandemia

Vamos ver algumas das outras descobertas.

Impacto por país

Conforme os países ao redor do mundo se ajustavam ao isolamento imposto pela COVID-19, as pessoas rapidamente adotaram o trabalho remoto e as soluções de videoconferência. Por meio da implementação rápida e eficaz do trabalho remoto, as empresas nesses países conseguiram economizar dinheiro e salvar empregos que poderiam ter sido perdidos como resultado da pandemia. Nos EUA, por exemplo, a capacidade de trabalhar remotamente ajudou a salvar 2,28 milhões de empregos.

PIB e empregos salvos pelo trabalho remoto

PIB e empregos salvos
1. Quarto trimestre de 2020 x Quarto trimestre de 2019  2. Terceiro trimestre de 2020 x Quarto trimestre de 2019, exceto EUA (Quarto trimestre de 2020); contas para licença 3. Exclui os setores governamental, de entretenimento e imobiliário devido à falta de dados disponíveis 4. Índia excluída devido a dados imprecisos de PIB e emprego
Fonte: Oxford Economics, Escritório de Análise Econômica dos Estados Unidos, Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos Estados Unidos, Instituto Nacional de Estatísticas do Reino Unido, Escritório Federal de Estatísticas da Alemanha, Instituto Nacional de Estatística da França

Para ver como as soluções de comunicação por vídeo afetam a maneira como as pessoas trabalham, tanto no presente quanto no futuro, uma das questões da pesquisa para o relatório pedia aos entrevistados que estimassem a proporção de colaboradores na empresa deles que usaram soluções de videoconferência em 2019 e 2020 e qual a expectativa para 2022. Os resultados foram agrupados por grandes corporações e pequenas e médias empresas (PMEs). Como podemos ver, as empresas esperam que o uso de videoconferência permaneça significativamente elevado após a pandemia em comparação com 2019.

Uso de videoconferência para pequenas e médias empresas participantes (em % de colaboradores)

Videoconferência para pequenas e médias empresas
Fonte: pesquisa com clientes sobre videoconferência para B2B do BCG, encomendada pela Zoom

Uso de videoconferência para as grandes corporações participantes (em % de colaboradores)

Videoconferência para grandes corporações
Fonte: pesquisa com clientes sobre videoconferência para B2B do BCG, encomendada pela Zoom

Impacto por estado dos EUA

Para este relatório, a Zoom encomendou ao BCG uma análise de cinco estados específicos dos EUA para examinar o papel do trabalho remoto e da videoconferência no suporte a pequenas e médias empresas durante esse período. Os resultados mostram que a videoconferência ajudou a manter a continuidade dos negócios, introduzir novas formas de trabalho e até mesmo a melhorar o moral dos colaboradores nas pequenas e médias empresas participantes.

Veja a seguir alguns dos resultados:

  • Califórnia: 88% das pequenas e médias empresas participantes concordam que “os colaboradores da minha empresa adotaram rapidamente soluções de videoconferência com treinamento limitado”.
  • Flórida: 61% das pequenas e médias empresas participantes consideram as “soluções de videoconferência como indispensáveis ou muito importantes para o trabalho remoto”.
  • Illinois: 75% das pequenas e médias empresas participantes concordam que “as soluções de videoconferência ajudaram a melhorar a produtividade dos colaboradores da minha empresa durante a pandemia”.
  • Nova York: 72% das pequenas e médias empresas participantes concordam que “as soluções de videoconferência ajudaram a aumentar o moral e o bem-estar mental dos colaboradores da minha empresa durante a pandemia”.
  • Texas: aumento médio de 13% na receita das pequenas e médias empresas participantes entre 2019 e 2020.

Impacto por setor

Nenhum setor ficou imune ao impacto econômico da pandemia, mas alguns conseguiram fazer mudanças significativas no comportamento para se ajustarem. Para esta pesquisa, o BCG analisou como os setores de saúde, educação, tecnologia e serviços profissionais adotaram a colaboração remota para permitir a continuidade dos negócios durante a pandemia e como certas tendências podem continuar no futuro.

Veja a seguir alguns dos resultados:

  • Saúde: 67% das empresas participantes concordam que “minha empresa está considerando um modelo de trabalho remoto flexível devido à colaboração remota bem-sucedida por meio de soluções de videoconferência”.
  • Educação: aumento de 3,5 vezes no uso de soluções de videoconferência durante a pandemia nas empresas participantes.
  • Tecnologia: 84% das empresas participantes concordam que "as soluções de videoconferência continuarão a ser essenciais para as operações de negócios depois da pandemia".
  • Serviços profissionais: aumento de 2,7 vezes no uso do trabalho remoto durante a pandemia nas empresas participantes.

O futuro do trabalho

A pandemia da COVID-19 tornou o trabalho remoto uma necessidade e uma tendência que veio para ficar. Alguns colaboradores voltarão ao escritório após a pandemia, mas a maioria ainda continuará virtualmente como colaboradores remotos ou híbridos.

Na verdade, os resultados da pesquisa do Boston Consulting Group revelam que o trabalho remoto continuará prevalecendo em quase todos os países pesquisados.

Força de trabalho híbrida
Fonte: pesquisa com clientes sobre videoconferência para B2B do BCG, encomendada pela Zoom

Construindo o futuro juntos

O impacto da COVID-19 foi profundo. O mundo mudou, e a força de trabalho agora está distribuída por todo o globo. Os resultados do relatório mostram que as pessoas continuarão a trabalhar juntas para superar quaisquer obstáculos que apareçam e a tecnologia continuará desempenhando um papel fundamental para definir as próximas ações.

Para saber mais sobre o impacto econômico da videoconferência e do trabalho remoto durante a pandemia e o que está por vir para as empresas de hoje, leia todo o relatório “O impacto das comunicações por vídeo durante a pandemia da COVID-19”. 

E para descobrir como você pode capacitar uma força de trabalho ágil e híbrida, confira os nossos recursos Seguindo adiante.

Não esqueça de compartilhar esta postagem